Oficina de composteira.

Importância  da compostagem para o ambiente:

Reduz a quantidade de resíduos em aterros;
Enriquece a terra com nutrientes para as plantas;
Melhora a estrutura do solo, aeração, capacidade de reter água;
Ajuda na drenagem em solos argilosos e na retenção de água em solos arenosos.

#1 RESÍDUOS

O processo inicial básico é fazer a separação do material que é reciclável do que não é, dando o devido fim: reciclável pode ser transformado em um novo material; o orgânico pode nutrir hortas e jardins depois de decomposto.

#2 SERES DETRITÍVOROS
São aqueles que comem os restos orgânicos, como as minhocas, que são animais importantes para a qualidade dos ecossistemas. Quando cavam seus túneis sob a terra, facilitam as trocas gasosas. Ao se alimentarem dos restos orgânicos, transformam-nos em húmus.

#3 COMPOSTO
A matéria orgânica, depois de ser degrada e decomposta pelos animais e microorganismos, se transforma em húmus, chamado também de terra preta. É muito nutritivo para as plantas e excelente adubo para hortas e jardins no geral.

FAÇA VOCÊ MESM@!

  • Distribua os resíduos em caixas plásticas ou latas, empilhadas e com furos em baixo (exceto a última), como na figura abaixo.​

  • Na primeira caixa digestora ficam os resíduos orgânicos para decomposição e as minhocas.

  • Na caixa digestora abaixo é formado o humus.

​​

  • Na caixa coletora, fica o biofertilizante líquido, conhecido também como chorume.

  • Ao separar o material, é necessário ter 2 vezes mais resíduos marrons (serragem, folhas secas, papelão) que verdes (frutas, legumes, vegetais, erva-mate). Os elementos marrons contribuem com carbono e os verdes com nitrogênio. Além disso, é preciso ter oxigênio e umidade (pode-se acrescentar água).

  • O composto estará pronto, após algumas semanas, quando tiver aspecto e cheiro de terra. Então é possível adicionar esse adubo diretamente nos canteiros de hortas e jardins, fertilizando flores, folhagens, legumes, verduras, árvores frutíferas e demais vegetais.

O que DEVE ir para a composteira:
restos e cascas de frutas, legumes, verduras, raízes, capim e folhas secas, grama e restos de poda, papel de jornal, papelão, saquinho de chá, pó de café com coador de papel, erva-mate

O que NÃO vai para a composteira:
produtos de origem animal, gorduras e óleos, comida temperada, cinzas e bitucas de cigarro, vegetais estragados

Depósito Biológico possui Licença Creative Commons de Atribuição Não Comercial Compartilha Igual 4.0 Internacional baseado no trabalho disponível neste site.

Cite como PESCKE, I.K. Depósito Biológico. 2020. Disponível em www.depositobiologico.com.br.

Sobre     Contato

  • facebook
  • instagram
88x31.png